AGENDE SUA CONSULTA 

Powered by ChronoForms - ChronoEngine.com

  • cirurgia plastica medibel
  • 1

News

Como escolher um bom cirurgião plástico

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Sexta, 05 Setembro 2014 11:37
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2154
  • 05 Set

O crescimento da procura por cirurgia plástica no Brasil é exponencial, tanto homens quanto mulheres procuram cada vez mais por cirurgias plásticas que possam alinhar possíveis causas de incomodo como aquela gordurinha sobrando ou imperfeições no nariz. E uma das principais preocupações desse público é que a cirurgia seja realizada por um profissional qualificado.

Mas como saber quem é o melhor cirurgião ou qual a melhor clínica?


O médico deve:

  • saber e perguntar sobre as expectativas do paciente em relação a cirurgia plástica;
  • dar conselhos de qual procedimento é o mais indicado para as suas necessidades;
  • dar informações sobre o procedimento cirúrgico como: nível de complexidade, tipo de anestesia, a internação, o repouso, as restrições na vida cotidiana, os cuidados em longo prazo;
  • deixar claro os riscos envolvidos;
  • ser natural quando você perguntar sobre sua formação, qualificações profissionais e experiências;
  • deixar a decisão final para você;
  • pedir todos os exames pré-operatórios, como o sanguíneo, o clínico, o cardiológico e até o raio X do tórax;
  • tirar fotografias da região do corpo que sofrerá a cirurgia.

 

O paciente deve:

 

  • procurar indicações de amigos que já fizeram cirurgia;
  • pedir a um médico de sua confiança uma indicação de um bom cirurgião plástico;
  • conferir se o médico recomendado tem especialização em cirurgia plástica e se está ligado à Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP);
  • ver se o médico participa de congressos e palestras, apresentação de trabalhos e publicações;
  • procurar saber quantas cirurgias ele já realizou, pois a experiência do cirurgião conta muito devido a habilidade adquirida e segurança na hora de contornar possíveis problemas;
  • certificar-se de que o cirurgião é credenciado nos bons hospitais da cidade, mesmo que tenha a própria clínica e centro cirúrgico;
  • se optar por clínicas o paciente deve procurar a Vigilância Sanitária para verificar se o local está habilitado;
  • Certificar-se que o cirurgião é especialista na área do corpo que você quer modificar, sendo assim mais certo de que irá fazer uma boa cirurgia plástica.

Nunca confie em pessoas que prometem resultados milagrosos, ou que se dizem detentores de uma técnica exclusiva. O resultado de uma cirurgia plástica não tem 100% de garantia, mas as chances de alcançar o resultado esperado crescem muito se você tem o cuidado de procurar uma ótima clínica de cirurgia plástica e um ótimo cirurgião plástico.

Os efeitos psicológicos de uma cirurgia plástica

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Sexta, 29 Agosto 2014 16:14
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2068
  • 29 Ago

Quando uma pessoa decide passar por uma cirurgia plástica ela deve ter certeza da decisão e deve estar psicologicamente preparada para sofrer alterações no seu corpo. Passar pelo processo de cirurgia plástica é um passo importante na vida de qualquer pessoa, então é aconselhado que o paciente estude todas as possibilidades e reflita profundamente sobre como ele quer se ver após a cirurgia plástica, pois qualquer procedimento deve ser cuidadosamente planejado pelo paciente juntamente com o médico responsável.

Antes de mais nada, é necessário que o paciente pesquise bem sobre o tipo de cirurgia que deseja fazer, e esteja ciente dos benefícios e os riscos do procedimento cirúrgico. O paciente não deve ter medo de conversar e fazer todas as perguntas possíveis para o cirurgião plástico. Não há dúvidas de que na maioria dos casos a cirurgia plástica aumenta a confiança e a autoestima dos pacientes, mas é importante manter expectativas reais em relação ao processo todo. É normal que alguns detalhes do corpo incomode, mas o problema é quando eles se tornam uma insatisfação crônica. Acima de tudo, é preciso confiar no cirurgião.

O que determina o tempo de recuperação do paciente é a gravidade do procedimento cirúrgico. É comum que em alguns casos, no inicio da recuperação, haja um desconforto temporário como inchaço e cicatrização. É importante permanecer em repouso e aguardar o resultado da cirurgia, que só deve aparecer efetivamente alguns dias após o procedimento, e dependendo do processo, pode levar meses para alcançar o resultado final.

Apesar das operações de cirurgia plástica serem, na maioria dos casos opcionais, as decisões devem ser tomadas com seriedade e tratadas com grande importância. Os benefícios que as cirurgias plásticas trazem para as pessoas são inúmeros, como melhor aceitação, segurança, confiança e autoestima. Esses aspectos com certeza fazem diferença em um indivíduo que, por algum motivo, não se sente bem com certos detalhes do corpo, fazendo com que ele tenha uma qualidade de vida muito melhor.

Quais são as cirurgias mais realizadas

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Quinta, 21 Agosto 2014 11:51
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2647
  • 21 Ago

Correção de assimetria mamária

Utilizado para corrigir diferença em tamanhos, formatos ou posição das aréolas, o tratamento de assimetria das mamas é indicado para mulheres que já tenham passado pela puberdade, pois depois disso espera-se que não haja mais desenvolvimento das mamas.

 

Aumento das mamas

O aumento das mamas corrige a queda das mamas após a gravidez, balanceia a diferença em tamanhos ou é implantado como uma técnica reconstrutiva após uma cirurgia nas mamas. No Brasil, o aumento das mamas é realizado com prótese de silicone.

 

Redução de seios

Indicada para mulheres que têm mamas grandes demais, pesadas ou desproporcionais. A cirurgia plástica de redução de seios ajuda a evitar problemas de postura e na coluna.

 

Ginecomastia

Também conhecida como redução de mama masculina, a ginecomastia reduz as mamas que crescem exageradamente e ficam com formato feminino, através de lipoaspiração e/ou removendo o excesso de tecido glandular.

 

Gastroplastia

 A gastroplastia consiste em reduzir o tamanho do estômago de um paciente obeso. O estômago é restringido, usando-se bandas gástricas ou grampos, causando uma menor absorção da comida, mas ainda fazendo com que a maioria dos nutrientes do alimento passe pelo corpo.

 

Prótese de Glúteo

Esse procedimento, também conhecido como gluteoplastia, tem como intuito aumentar o tamanho das nádegas. A cirurgia é feita com uma prótese de silicone ou implante de gordura do corpo do próprio paciente.

 

Abdominoplastia

A abdominoplastia, (ou redução de barriga) diminui o abdômen, removendo o excesso de pele e gordura e reposiciona os músculos da parede abdominal. Se o excesso de gordura não é grande pode-se recorrer a mini abdominoplastia.

 

Remodelamento corporal

O remodelamento corporal remove a pele flácida que se encontra em excesso no corpo. O excesso de pele resulta na perda da elasticidade, normalmente a pele fica caída nos braços, pernas, tórax e abdome.

 

Lipoescultura

Conforme o corpo vai sendo modelado a lipoescultura remove depósitos de gordura localizada. Embora o excesso de gordura se deposite em diferentes áreas do corpo, as áreas mais comuns são o abdome, as costas, coxas e nádegas.

 

Lipoaspiração

A lipoaspiração remove o depósito de gordura resistente a dietas e exercícios. A liposucção pode ser realizada tanto usando a técnica tumescente quanto de ultrassom. Os locais mais comuns de se aplicar a lipoaspiração são o pescoço, braços, parte de cima do tórax, abdômen, quadris, coxas, joelhos.

Antes de prospectar, ou decidir por qualquer procedimento cirúrgico é de extrema importância que o paciente procure um especialista confiável e gabaritado, para que ele oriente-o sobre riscos, resultados, procedimentos e cuidados necessários, assim ajudando na decisão de qual é o procedimento mais indicado.

Tipos de peeling

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Segunda, 18 Agosto 2014 17:17
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2209
  • 18 Ago

Tipos de peeling

A busca por soluções cirúrgicas tem aumentado nos últimos tempos, e uma pele lisa e livre de manchas e rugas é o sonho de grande parte dos homens e mulheres no mundo todo, mas o processo não é tão simples e exige muita atenção. O primeiro cuidado que devemos ter é a escolha do profissional, pois diante de todas as novas técnicas e tecnologias que envolvem o peeling, é o médico que vai, junto à você, decidir qual a melhor opção para alcançar o sonho do rejuvenescimento.

 

Peelling mecânico

O peeling mecânico é indicado para tratamentos onde a pele tenha sofridos traumas mais profundos, como cicatrizes de acne, e pode ser realizado em associação com o peeling químico.

  • Peeling de cristal: pode ser utilizado na face, mãos, pernas, coxas, costas e braços. Com o intuito de rejuvenescer e melhorar a aparência de estrias, cicatrizes de acne e peles flácidas, essa técnica utiliza cristais de óxido de alumínio que possuem propriedades desinfetantes e coagulantes;

 

  • Peeling amazônico: essa técnica tem com base raízes e folhas de plantas de origem brasileira, e oferece mais segurança ao paciente por se tratar de ingredientes naturais, e mais controle ao médico, pois pode ser dosado com base na necessidade do paciente;
  • Peeling de diamante: é indicada para tratamentos mais complexos, pois durante o processo a técnica remove a camada mais externa da pele, mas sem irritar ou causar vermelhidão. Suas sessões consecutivas acarretam num aumento da produção de colágeno, o que estimula a renovação das células.

 

Peeling químico

As três técnica mais utilizadas de peeling químico são:

  • Peeling Químico com Ácido Retinóico: a técnica é muito usada no combate as estrias, pois promove descamação superficial e constante da pele, renovando-a e favorecendo a formação de colágeno, levando a uma melhora na aparência;

 

  • Peeling Químico com Ácido Salicílico: indicado para clareamento da pele, e atenuação de rugas;
  • Peeling Químico com Ácido Glicólico: além do rosto, esse tipo de peeling é muito utilizado no pescoço e mãos, pois proporciona mais maciez, menos rugas, diminuição dos efeitos nocivos da exposição ao sol e também auxilia na pele com acnes e estrias.

 

Peeling a laser

O peeling a laser tem o mesmo princípio dos peelings realizados com ácido, o que diferencia é a profundidade e rapidez do processo. O alcance do laser é maior do que as dos outros, e isso proporciona a remoção da pele superficial e uma escamação mais profunda, o que resulta em uma pele “nova”, mais firme e sem manchas.

  • Luz pulsada: o tratamento de luz pulsada age na derme e epiderme, retirando vasos e manchas, além de estimular a produção de colágeno. O peeling a laser com luz pulsada pode ter suas sessões intercaladas com sessões de peeling superficiais, assim garantindo um resultado satisfatório;

 

  • Laser Ablativo: Destina-se ao tratamento de rugas, cicatrizes de acne e alterações benignas da pele, pois remove a superfície cutânea de maneira segura. Essa técnica é muito confiável e precisa, por isso alcança o resultado desejado em curto prazo de recuperação.

Quais os benefícios da Cirurgia Plástica?

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Segunda, 18 Agosto 2014 17:15
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2330
  • 18 Ago

Quais os benefícios da Cirurgia Plástica?

Os benefícios da cirurgia plástica vão além dos benefícios estéticos, muitos aspectos funcionais do corpo podem ser melhorados e corrigidos através de procedimentos cirúrgicos realizados por profissionais qualificados.

Autoestima

Através da cirurgia plástica, a probabilidade do paciente se sentir confiante em relação ao seu corpo é muito grande. Em alguns casos, o paciente procura soluções cirúrgicas para resolver problemas de saúde e acaba resultando em uma estética mais bonita.

Saúde

Cirurgias como a plástica de nariz (rinoplastia) e a redução de mama podem, respectivamente, sanar problemas como desvio de septo e dor nas costas. Obtendo assim, além de um resultado estético, um resultado benéfico para a saúde.

Ficar mais atraente

Pessoas que realizam cirurgias estética, muitas vezes, querem melhorar a aparência para se sentirem melhor com o próprio corpo. Após realizar o procedimento cirúrgico o paciente fica mais à vontade para usar roupas que antes não usava, e as roupas acabam “vestindo” melhor, o que resulta em uma convivência social mais agradável.

A manutenção da saúde

Normalmente, após realizar um procedimento cirúrgico, as pessoas tendem a trabalhar para manter seu corpo saudável e com aparência agradável, ou seja, é comum pessoas que passaram por cirurgias plásticas sintam-se mais confortáveis para praticar exercícios físicos.

A cirurgia plástica oferece muito benefícios, mas não podemos deixar de citar que ela também oferece alguns riscos, por isso o paciente deve sempre procurar médicos especializados e qualificados em cirurgia plástica, para que eles possam analisar e orientar o paciente com os devidos cuidados a serem tomados. Uma cirurgia só é realizada com sucesso quando existe parceria entre o paciente e o médico.

Entre em contato com a Medibel, clínica de cirurgia plástica em São Paulo e tire todas as suas dúvidas referente a procedimentos cirúrgicos e estéticos.

Diferentes técnicas de lipoaspiração

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Segunda, 28 Julho 2014 14:52
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2621
  • 28 Jul

Lipoaspiração, lipoescultura, vibrolipoaspiração, minilipo e lipoaspiração a laser. São tantos nomes, mas qual a diferença entre cada tipo de cirurgia plástica? Confira:

Lipoaspiração

Um dos tipos de cirurgia plástica mais populares, a lipoaspiração,também conhecida como lipoplastia,é uma técnica cirúrgica para retirar o excesso de gordura localizada por meio de sucção feita com uma fina cânula introduzida na camada subcutânea gordurosa. Essa cânula é ligada a um aparelho que suga de maneira controlada o tecido adiposo (gordura).

Lipoescultura

É um tipo de lipoaspiração em que a gordura retirada da paciente é enxertada em outras partes do corpo a fim de “esculpi-lo”, preenchendo, aumentando e modelando as estruturas flácidas, depressões ou áreas com pouco tecido adiposo. As áreas que mais recebem o enxerto na lipoescutura costumam ser glúteos, face, mãos e mamas.

Vibrolipoaspiração

Também chamada de vibrolipo, a vibrolipoaspiração é uma técnica menos invasiva. Utiliza aparelhos que fazem a cânula vibrar, assim o cirurgião plástico não precisa utilizar a força, provocando menos traumas. O procedimento torna o pós-operatório menos doloroso e diminui o sangramento durante a cirurgia.

Minilipo

É uma lipoaspiração de pequeno porte, caracterizada por aspirar menos gordura corporal e por dividir o procedimento em partes, sendo feita geralmente em clínicas ou consultórios. A técnica é muito procurada por ser menos dolorosa e propiciar uma recuperação mais rápida em relação à lipoaspiração tradicional, porém está mais sujeita a irregularidades. Além disso, cirurgias plásticas devem ser feitas em hospitais adequados, por questões de segurança.

Lipoaspiração a laser

Consiste na liquefação (derretimento) da gordura por meio de um laser. Em seguida é feita a aspiração.

É importante destacar que, independente da técnica utilizada, todos os procedimentos são lipoaspirações e devem ser feitos por um cirurgião plástico especializado, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e em hospital preparado para esse tipo de intervenção cirúrgica, a fim de garantir o sucesso da cirurgia plástica e a saúde da paciente.

Perguntas frequentes sobre a Ginecomastia

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Quarta, 06 Agosto 2014 16:53
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2154
  • 06 Ago

O que é a Ginecomastia?

Ginecomastia é uma condição masculina resultante da hipertrofia das glândulas mamárias. É comum em meninos de 11 a 12 anos devido às alterações hormonais ocasionadas na puberdade. É necessário diferenciar a ginecomastia da pseudoginecomastia, que caracteriza-se pelo depósito excessivo de gordura sob o mamilo sem haver aumento do tecido glandular.

 

Como é feito o exame?

O paciente se deita de costas e com as mãos entrelaçadas sob a nuca. O médico palpa a mama, se a análise revelar um tecido firme, mas de consistência elástica, distribuído de forma concentrada ao redor do mamilo é caracterizado como ginecomastica. Na pseudoginecomastia a consistência será de gordura acumulada.

 

Quais as causas da ginecomastia?

A proliferação de glândulas mamárias é resultado de mecanismos do organismo que alteram o equilíbrio entre a testosterona e os estrógenos. No fim da puberdade, antes que a secreção de testosterona tenha alcançado os níveis da vida adulta, o organismo pode produzir maiores quantidades de estrógenos, que são suficientes para causar o crescimento mamário. Homens com idade por volta de 70 anos podem ser afetados pelo hipogonadismo, que resulta numa diminuição da produção de testosterona, o que também afeta o equilíbrio hormonal e pode resultar no aumento das glândulas mamárias.

Outras causas são o hipertireoidismo e a insuficiência hepática, que é mais comum em homens gordos, pois o tecido gorduroso produz enzimas capazes de converter alguns percussores da testosterona em estrógenos.

O uso de diuréticos, anti-hipertensivos, cimetidina (usada para reduzir a acidez gástrica), anabolizantes e remédios usados no tratamento de câncer de próstata pode hipertrofiar as mamas.

 

Como tratar a ginecomastia?

Para que o tratamento seja eficaz é necessário que a causa seja identificada, e só um médico especialista é capaz de identificar e indicar o melhor tratamento. Se houver hipogonadismo, por exemplo, o tratamento mais indicado é a reposição de testosterona. Se a causa for o uso de drogas, a suspenção delas trará resultados em curto prazo, mas se o problema for identificado de maneira tardia, a regressão será mais lenta.

A cirurgia plástica consiste em remover parte do tecido glandular e da gordura ao redor do mamilo e é indicada pois a ginecomastia pode causar problemas emocionais e de auto estima.

Drenagem linfática

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Segunda, 28 Julho 2014 14:46
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2613
  • 28 Jul

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que visa estimular o sistema linfático - uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo - a trabalhar de forma mais acelerada. O processo, que   elimina o excesso de líquido e as toxinas, pode ser feito de forma manual, mecânica ou por meio da eletroestimulação. A técnica é aplicada com movimentos de pressão leve, suave, rítmica, lenta e precisa.

Entre as aplicações mais conhecidas da drenagem linfática, como tratamento de celulite e melhoria da aparência da pele, é comprovado que ela auxilia significativamente no pós-operatório de grande parte das cirurgias plásticas, proporcionando muitos benefícios.

O que ocorre é que após uma cirurgia, a pessoa normalmente retém uma quantidade de líquido maior do que o corpo consegue drenar. A drenagem linfática atua reduzindo a retenção hídrica, melhorando a circulação sanguínea e até mesmo aliviando as dores. A massagem também auxilia na remoção de hematomas, redução de fibrose, além de acelerar o processo de cicatrização e a recuperação pós-operatória, aumentando a hidratação e a nutrição celular.

A drenagem linfática é fundamental para garantir bons resultados em casos de lipoaspiração e abdominoplastia, pois as células e placas podem ficar paradas na região abdominal devido à cirurgia, causando inchaço e deformidade, e a técnica ativa a circulação. Ainda assim, a drenagem linfática também é indicada em casos de mamoplastia, hidrolipoaspiração, blefaroplastia, rinoplastia, ritidoplastia, mastectomia total ou parcial, cirurgias de prótese de silicone, etc.

O procedimento de drenagem pós-cirúrgica deve ser feito no corpo todo para estimular a circulação linfática geral. Na área operada, o trabalho deve ser mais detalhado e direcionado, de maneira lenta e delicada com o intuito de diminuir o processo inflamatório provocado pela cirurgia.

O número de sessões deve ser decidido pelo cirurgião plástico, que determinará após quantos dias da cirurgia deverão ser iniciadas. Segundo profissionais, o tempo de espera varia de acordo com cada procedimento. Em casos de lipoaspiração, por exemplo, indica-se o início imediato, assim que a paciente suportar manipulações no local, o que geralmente ocorre entre o quarto e o quinto dia.

News Medibel