AGENDE SUA CONSULTA

Powered by ChronoForms - ChronoEngine.com

  • cirurgia plastica medibel
  • 1

Drenagem linfática

  • Categoria pai: A Medibel
  • Publicado em Segunda, 28 Julho 2014 14:46
  • Escrito por Libero Mais
  • Acessos: 2879
  • 28 Jul

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que visa estimular o sistema linfático - uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo - a trabalhar de forma mais acelerada. O processo, que   elimina o excesso de líquido e as toxinas, pode ser feito de forma manual, mecânica ou por meio da eletroestimulação. A técnica é aplicada com movimentos de pressão leve, suave, rítmica, lenta e precisa.

Entre as aplicações mais conhecidas da drenagem linfática, como tratamento de celulite e melhoria da aparência da pele, é comprovado que ela auxilia significativamente no pós-operatório de grande parte das cirurgias plásticas, proporcionando muitos benefícios.

O que ocorre é que após uma cirurgia, a pessoa normalmente retém uma quantidade de líquido maior do que o corpo consegue drenar. A drenagem linfática atua reduzindo a retenção hídrica, melhorando a circulação sanguínea e até mesmo aliviando as dores. A massagem também auxilia na remoção de hematomas, redução de fibrose, além de acelerar o processo de cicatrização e a recuperação pós-operatória, aumentando a hidratação e a nutrição celular.

A drenagem linfática é fundamental para garantir bons resultados em casos de lipoaspiração e abdominoplastia, pois as células e placas podem ficar paradas na região abdominal devido à cirurgia, causando inchaço e deformidade, e a técnica ativa a circulação. Ainda assim, a drenagem linfática também é indicada em casos de mamoplastia, hidrolipoaspiração, blefaroplastia, rinoplastia, ritidoplastia, mastectomia total ou parcial, cirurgias de prótese de silicone, etc.

O procedimento de drenagem pós-cirúrgica deve ser feito no corpo todo para estimular a circulação linfática geral. Na área operada, o trabalho deve ser mais detalhado e direcionado, de maneira lenta e delicada com o intuito de diminuir o processo inflamatório provocado pela cirurgia.

O número de sessões deve ser decidido pelo cirurgião plástico, que determinará após quantos dias da cirurgia deverão ser iniciadas. Segundo profissionais, o tempo de espera varia de acordo com cada procedimento. Em casos de lipoaspiração, por exemplo, indica-se o início imediato, assim que a paciente suportar manipulações no local, o que geralmente ocorre entre o quarto e o quinto dia.

News Medibel