Menu

Cirurgias Plásticas crescem 25% em dois anos

Cirurgias Plásticas crescem 25% em dois anos

De acordo com o último censo bianual da SBCP (Sociedade de Cirurgia Plástica), a quantidade de cirurgias plásticas com fins estéticos cresceu expressivamente no Brasil. Estima-se que no ano de 2018 aproximadamente 1,7 milhão de operações tenham sido realizadas no País, sendo 60% para fins estéticos.

Em comparação aos números do censo anterior (2016), o crescimento foi de 25,2% e o Brasil é um dos países que lideram a lista mundial de procedimentos cirúrgicos estéticos realizados no mundo. A pesquisa é baseada em dados obtidos com profissionais associados da SBCP num período de dois anos e os dados totais são uma projeção estatística com base na amostra obtida.

Público alvo

Ainda segundo o censo da SBCP, pessoas na faixa etária de 36 a 50 anos são as que mais recorrem aos procedimentos estéticos, totalizando 36,3% e ultrapassando até mesmo pessoas que estão no grupo dos 19 a 35 anos, que representam cerca de 34,7%.

Vale ressaltar que o número de idosos que tem procurado cirurgias plásticas e tratamentos estéticos também aumentou, mesmo que timidamente, passando de 5,4% para 6,6% entre os anos de 2016 e 2018.

Embora o número não seja tão expressivo, ainda assim indica uma tendência. As cirurgias voltadas para o rosto, seios e abdômen são as mais procuradas por esse público.

Muito além das cirurgias plásticas

Assim como as cirurgias plásticas, o número de realizações de procedimentos estéticos não cirúrgicos também aumentou muito nos últimos anos. No ano de 2018, por exemplo, o número de intervenções tais como aplicação de Toxina Botulínica e Ácido Hialurônico se equiparou às cirurgias plásticas.

Alguns motivos por trás desse aumento são:

·         Os produtos aplicados nessas intervenções evoluíram bastante;

·         Alguns procedimentos são minimamente invasivos;

·         A decisão de realizar e a recuperação costumam ser mais rápidas e fáceis;

·         Os resultados têm se mostrado bastante satisfatórios.

Popularização da Cirurgia Plástica

Afinal, por que as cirurgias plásticas têm sido tão procuradas nos últimos anos?

Diversos motivos estão atrelados à popularização das cirurgias plásticas, e um dos principais é, indiscutivelmente, a “autoestima”, que além da estética, também diz respeito à confiança e autossatisfação.

A estética e suas implicações na representação de uma pessoa possui um efeito decisivo no comportamento e nas relações sociais, emocionais, mentais e físicas. Portanto, para muitas pessoas a cirurgia plástica é bastante simbólica e representa uma possível resolução de determinados conflitos.

Pessoas com uma autoestima elevada, normalmente, encontram mais motivos para cuidarem do próprio corpo e, consequentemente, o hábito de se gostar previne sentimentos ruins e até mesmo transtornos mentais e emocionais, como por exemplo, depressão, compulsões alimentares, isolamento social que estão intimamente vinculados á avaliação negativa da autoimagem.

Independente da cirurgia plástica, amar a si mesmo é um exercício diário. Antes de quaisquer mudanças, o primeiro passo recomendável é: ame-se primeiro e, a partir disso, leve adiante decisões como a de realizar uma cirurgia plástica. Com certeza os resultados serão muito mais satisfatórios.

Antes de realizar uma Cirurgia Plástica considere…

É sempre bom reforçar que antes de realizar uma cirurgia plástica, seja de caráter estético ou corretivo, é essencial ter sensatez e procurar a orientação completa e especializada de um cirurgião plástico de confiança, pois é este especialista que promoverá a mudança tão desejada.

Nesta etapa faça uma pesquisa detalhada sobre o procedimento que deseja fazer; considere se as complicações e riscos da cirurgia plástica são aceitáveis; procure um cirurgião de confiança, credenciado pelos órgãos regulamentadores como SBD, e que possa tirar todas as suas dúvidas; informe-se detalhadamente com especialista, principalmente em relação aos cuidados essenciais no período pré e pós-operatório; por fim, certifique-se de que suas expectativas são realistas.

Não sabe por onde começar? A Medibel pode ajudar com todo o suporte necessário para a tomada desta importante decisão. Entendemos o seu momento!

 

Referências

Self-Esteem and Functional Capacity Outcomes Following Reduction Mammaplasty

https://academic.oup.com/asj/article/28/4/417/233369

CENSO 2016 – SBCP

 

http://www2.cirurgiaplastica.org.br/wp-content/uploads/2017/12/CENSO-2017.pdf